Banco Central decide que a Selic permanece em 2% ao ano

A taxa básica de juros (Selic) continua em 2% ao ano, conforme decidido em reunião do Copom – Comitê de Política Monetária do Banco Central realizada no dia 20 de janeiro.

A decisão de não aumentar a Selic já era esperada, uma vez que o surgimento de novas variantes do Coronavírus tem gerado incertezas em relação à estabilidade da economia.

No entanto, em nova reunião prevista para o mês de março, será feita uma análise da situação da economia, o que pode levar a um reajuste na taxa, conforme ficou sinalizado com a retirada do termo técnico “forward guidance”, orientação futura, do comunicado que o Banco Central costuma emitir após as reuniões que são realizadas periodicamente.

Ainda conforme decidido em reunião, a inflação deve ser mantida em 3,75%, em 2021, com uma pequena variação de 1,5 como aconteceu em 2020 com a inflação encerrando o ano em 4,52%, um pouco acima do que o governo estimava, ou seja, 4%.  A estimativa da XP Investimentos é que a inflação encerre 2021 a 3,5% e a Selic a 3% ao ano.

O mais interessante é que mesmo que a Selic tenha um aumento durante o decorrer do ano, o momento ainda é bastante propício para a compra de imóveis, levando-se em conta que em apenas 4 anos a Selic foi reduzida de 14,25% para 2%, inclusive, cinco desses cortes ocorreram somente em 2020, devido à pandemia.

Com esta boa notícia, se você decidir comprar um imóvel contate a EBC Imóveis, pois sua equipe especializada te apresentará uma cartela de empreendimentos que, com certeza, irá atender às suas expectativas. Conte com a gente sempre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *